Voluntários Olimpíadas

19:35
Embora houvesse muita desgraça pairando na atmosfera brasileira em 2014, havia eventos mundiais para organizar. Sim, Lula havia trouxera os dois espetáculos mais importantes do esporte para o Brasil, com objetivo de injetar dinheiro na economia, segundo os petistas, claro. A Copa do Mundo seria realizada naquele ano, e as Olimpíadas estava agendada para 2016. O letárgico andamento das obras assustavam os apressados, e o dinheiro já engolido pelo plano de Lula ainda assustaria muito o contribuinte brasileiro.


Que haveria uma farra ninguém duvidava. Se com Olimpíadas e Copas já houve o Mensalão, imagina com verbas infinitas sob a desculpa de criarem estádios monumentais?  A verdade é que Lula se inspirava em um ídolo antigo, também presidente do Brasil, Emílio Garrastazu Médici. Naqueles idos de 70, o ditador militar elaborara um plano propagandístico infalível: associar-se à seleção de Pelé e Zagallo. Com banners, palavras de ordem e jingles embebidos de ufanismo torpe, o tirano pretendia sugar todos os bons sentimentos advindos do futebol. O espírito vitorioso que só víamos no futebol seria incorporado automaticamente pelo regime e, especialmente, pelo seu líder. Deu certo.


Lula, que não leu nada sobre política, mas observou muito grandes ditadores que vieram antes, aprendera com estratégias vitoriosas. Apostou na jogada, sem imaginar o que teria um em 2013: um protesto de massa contra a classe política e um poste incompetente na liderança do país.


A fúria da população ainda não chegara no auge, e muitos manifestantes já prometiam aprontar na Copa do Mundo. Porém, como a população é formada por vários tipos, algumas bondosas pessoas se ofereciam para trabalhar como voluntários, ainda que o governo não merecesse seus esforços. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.